Mensagem aos Visitantes

Olá, querido visitante, se você ama a Palavra de Deus, espero que você goste deste blog. Aqui serão publicados estudos, informações, comentários importantes exclusivamente sobre o apocalipse e espero que seja uma bênção para sua vida. Na medida do possível, poderemos esclarecer dúvidas que envolvem esse livro cheio de mistérios. Caso queira, envie suas perguntas clicando na palavra comentários logo abaixo da mensagem. Com o propósito de mantermos a seriedade deste trabalho, nos reservamos no direito de não publicar perguntas ou comentários que ferem a ética cristã, bem como os que tendem à discussão polêmica.
Deus o abençoe!
Walter Ponci


sábado, 29 de agosto de 2009

A VISÃO DO TRONO

É preciso lembrar que no capitulo 4 estamos vendo cenas no céu, após o período da igreja, portanto, a ressurreição, a transformação e o arrebatamento propriamente dito não poderiam ser descritos neste capitulo, pois são ocorrências da terra, por essa razão, a visão já começa com a igreja já arrebatada no céu.

APO. 4:1 - Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz como que de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.

Estando arrebatado no céu, a primeira visão se refere a um trono.

APO. 4:2 - Imediatamente fui arrebatado em espírito, e eis que um trono estava posto no céu, e um assentado sobre o trono;

O contexto não deixa dúvida de que se trata do trono de Deus, e como Deus não pode ser visto por ninguém, Ele mostrou-se simbolicamente na forma de pedras preciosas

APO. 4:3 - E o que estava assentado era, na aparência, semelhante à pedra jaspe e sardonica; e o arco celeste estava ao redor do trono, e parecia semelhante à esmeralda

Jesus também estava no cenário. Não há contestação de que o Cordeiro representa Jesus.

APO. 5:6 - Nisto vi, entre o trono e os quatro seres viventes, no meio dos anciãos, um Cordeiro em pé, como havendo sido morto, e tinha sete chifres e sete olhos, que são os sete espíritos de Deus, enviados por toda a terra.

Os sete olhos é uma indicação de que Jesus está presente em todos os lugares na pessoa do Espírito Santo. Jesus disse que onde houvesse dois ou tres reunidos no seu nome, alí ele estaria.

As sete lâmpadas de fogo, que são os sete espíritos de Deus, representam a presença do Espírito Santo de Deus. Veja quais são os sete espíritos de Deus em Isaias.11:2

APO. 4:5 - E do trono saíam relâmpagos, e vozes, e trovões; e diante do trono ardiam sete lâmpadas de fogo, as quais são os sete espíritos de Deus;

Isaías 11:2 Repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, o Espírito de sabedoria e de entendimento, o Espírito de conselho e de fortaleza, o Espírito de conhecimento e de temor do SENHOR.

João viu também vinte e quatro tronos e vinte e quatro anciãos sentados no trono.

APO. 4:4 - Havia também ao redor do trono vinte e quatro tronos; e sobre os tronos vi assentados vinte e quatro anciãos, vestidos de branco, que tinham nas suas cabeças coroas de ouro.

A descrição dos vinte e quatro anciãos correponde exatamente às características da igreja, ou seja: sentados em tronos, vestidos de branco e com coroas de ouro, portanto, os vinte e quatro anciãos simbolizam a igreja que foi arrebatada, igreja esta também representada pelas 5 virgens prudentes da parábola das dez virgens e pelo filho que nasceu na visão da mulher do capítulo 12 do apocalipse.

Assentados no trono. Jesus prometeu que a igreja vencedora que iria reinar com Ele.

APO. 3:21 - Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.

MAT. 19:28 - Ao que lhe disse Jesus: Em verdade vos digo a vós que me seguistes, que na regeneração, quando o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, sentar-vos-eis também vós sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.

Vestido de branco. A igreja salva será vestida com vestes brancas

APO. 19:14 - E seguiam-no os exércitos do céu em cavalos brancos, e vestido de linho fino, branco e puro

Coroas de ouro.

1COR. 9:25 - E todo aquele que luta, exerce domínio próprio em todas as coisas; ora, eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível, nós, porém, uma incorruptível.

João viu também algo semelhante a um mar de vidro e quatro seres viventes, ou quatro animais em algumas traduções.

APO. 4:6 - também havia diante do trono como que um mar de vidro, semelhante ao cristal; e ao redor do trono, um ao meio de cada lado, quatro seres viventes cheios de olhos por diante e por detrás;

O texto de ap.17:15 declara que muitas águas simbolizam multidões, povos e nções.

APO. 17:15 - E disse-me: as águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões e nações e línguas

Portanto, o mar como de vidro simboliza multidões, povos e nações. O arrebatamento acontecerá somente para os participantes da igreja, na era da igreja. Todos os salvos de outras épocas, no tempo do velho testamento, estarão salvos, diante do trono de Deus, com a semelhança de um mar de vidro, aguardando a ressurreição que acontecerá no Juízo Final. Ao contrário dos vinte e quatro anciãos que representam a igreja arrebatada, já ressuscitada com um novo corpo glorificado.

Junto ao mar de vidro estavam também os que foram mortos na tribulação, ou seja as cinco virgens loucas que não subiram com o noivo. Esta igreja agora se encontra diante do trono e junto ao mar de vidro, somente no caso daqueles que não adoraram a besta e nem receberam a sua marca, e foram mortos por amor a Cristo durante o período da tribulação. Estes irão ressuscitar no final da tribulação.

APO. 15:2 - E vi como que um mar de vidro misturado com fogo; e os que tinham vencido a besta e a sua imagem e o número do seu nome estavam em pé junto ao mar de vidro, e tinham harpas de Deus.

No texto de Apo.4:6 João viu também quatro seres viventes.

APO. 4:7 - E o primeiro animal era semelhante a um leão, e o segundo animal semelhante a um bezerro, e tinha o terceiro animal o rosto como de homem, e o quarto animal era semelhante a uma águia voando.
APO. 4:8 - E os quatro animais tinham, cada um de per si seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansavam nem de dia e nem de noite, dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é e que há de vir.

Comparamos esta visão com as visões de Ezequiel e Isaias para concluir que os quatro seres viventes representam os anjos de Deus:

EZE. 41:18 - E foi feito com querubins e palmeiras, de maneira que cada palmeira estava entre querubim e querubim, e cada querubim tinha dois rostos;
EZE. 41:19 - A saber: um rosto de homem olhando para a palmeira de uma banda e um rosto de leãozinho para a palmeira da outra; assim foi feito por toda a casa em redor
EZE. 1:10 - E a semelhança dos seus rostos era como o rosto de homem; e à mão direita todos os quatro tinham rosto de leão, e à mão esquerda todos os quatro tinham rosto de boi; e também rosto de águia todos os quatro

Em Isaias os anjos da classe Serafins são descritos como tendo asas e adoram a Deus como esses quatro animais na visão de João..

ISA. 6:2 - Os serafins estavam acima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés e com duas voavam
ISA. 6:3 - E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia de sua glória.

Em resumo, João viu o trono de Deus, e Deus assentado no trono. Diante do trono estava Jesus e ao redor do trono estavam os anjos, a igreja arrebatada, os salvos vindos da tribulação que irão ressuscitar na primeira ressurreição e os salvos que irão ressuscitar na segunda ressurreição.
Esta visão correpsonde à situação no céu logo após o arrebatamento da igreja, enquanto isso, na terra, se inicia o período da grande tribulação durante sete anos.

Walter Ponci

6 comentários:

Blog Pr. Alexandro disse...

A paz amado primeiro quero parabenizar o irmão pela iniciativa de estudar e se dispor a tirar duvidas da palavra de Deus,na sua postagem de Apocalipise cap 4 quando João tem a visão do trono de Deus você diz: que Ninguém verá a Deus, mas em Apocalipise 4:1-3 diz,João não ousou definir Deus. Ele se refere a Deus como alguém sentado no trono. Se o trono de Deus é indefinível, muito mais indefinível é Deus.
João diz que há “alguém no trono”. Ele é alguém porque é pessoa, diferente da nova era que crê em algo, que é coisa, impessoal.
amado agradeço a iniciativa fique na paz e aguardo resposta.
Alexandro email- alealianca@gmail.com
blog- pralexandroclaudino.blogspot.com

Blog Pr. Alexandro disse...

A paz amado primeiramente agradeço o irmão pela iniciativa de se dispor em comentar a palavra de Deus e em especial este assunto tão pouco ensinado em nossas Igrejas.Na sua postagem do capitulo 4 de apocalipise vc diz que ninguém verá a Deus qual base biblica vc afirma e consolida este comentario?
Pois no cap. 4 joão afirma que tem alguém sentado no trono. João não ousou definir Deus. Ele se refere a Deus como alguém sentado no trono. Se o trono de Deus é indefinível, muito mais indefinível é Deus.
João diz que há “alguém no trono”. Ele é alguém porque é pessoa, diferente da nova era que crê em algo, que é coisa, impessoal.
Pr. Alexandro alealianca@gmail.com
blog- www.pralexandroclaudino.blogspot.com

Walter Ponci disse...

Amado Pr. Alexandro
paz de Jesus sibre sua vida
agradeço sua participação.
A base bíblica que eu me apoio é
Êxodo 33:20 E acrescentou: Não me poderás ver a face, porquanto homem nenhum verá a minha face e viverá. e
Êxodo 33:23 Depois, em tirando eu a mão, tu me verás pelas costas; mas a minha face não se verá.
Eu creio que na visão, João viu realmente um trono, pois trata-se de uma visão. Ele diz também que havia alguém sentado no trono, mas não lhe foi permitido ver a face daquele que estava sentado no trono, mas Deus permitiu que ele fosse visto na forma de pedras preciosas, pois não poderia ser de outra forma. Concordo que o trono de Deus é indefinível, mas eu creio que mesmo sendo indefinível, Deus permitiu que ele visse um trono bem definido pois se trata de uma visão simbólica, assim como ele também viu sete castiçais bem definidos que simbolizavam as igrejas. Não podemos esquecer que se tratam de visões simbólicas que espelham uma realidade.
Deus o abençoe
wponci

Marcos Andre - Professor disse...

Amado irmão, estou sem palavras para comentar esses estudos, achei muuuuuuito bom, estou imprimindo para ajuntar aos outros estudos de Apocalipse que tenho, pois estou na incumbência de apresentar um trabalho sobre esse livro.
Se eu achar algo errado aqui, não mudarei minha opinião sobre o teu blog. Está muito bom, continue assim com essa excelência.
Graça e Paz.

Marcos André – Professor
CLUBE DA TEOLOGIA
http://marcosandreclubdateologia.blogspot.com/

Derivaldo disse...

Graça e Paz irmão Walter Ponci.

Por gentileza, esclareça-me o seguinte:
se Cristo é o Cordeiro de Deus que foi morto e conhecido, antes da fundação do mundo (Ap 13.8; I Pe 1.18-20), porque os salvos do V. T. que morreram Nele - só há salvação Nele - não participarão da 1ª ressurreição? Porque eles só irão ressuscitar na 2ª ressurreição, a qual será a ressurreição dos não salvos, pois em Ap 20.6 diz que bem-aventurado é o que participa da 1ª ressurreição - no Juízo Final? Obrigado pelos esclarecimentos.
Aproveito para parabenizar pelo excelente trabalho.

Em Cristo,

Derivaldo Andrade

Walter Ponci disse...

Não há dúvida que a salvação de todos, desde Adão até o último homem da Terra dependem do sacrifício de Jesus. Ocorre que ressurreição não é a mesma coisa que salvação, visto que todos irão ressuscitar, tanto salvos como perdidos. O que a bíblia ensina é que a primeira ressurreição é válida somente para a igreja de Cristo, a noiva de Cristo e não para todos os outros homens do Antigo Testamento. A segunda ressurreição abrange todos os homens desde Adão até o último homem da humanidade, com exceção da igreja a qual já ressuscitou na primeira ressurreição. Na segunda ressurreição estarão todos os salvos e perdidos (exceto a igreja) de todos os tempos que passarão pelo juízo final. Não é verdade que a segunda ressurreição abrange somente os não salvos.